trovoadas

Trovoadas dispersas até Quarta-feira

O tempo ficou mais instável e podemos ter trovoadas dispersas até Quarta-feira que serão mais prováveis nas regiões do Norte e Centro. Como é natural em tempo de trovoada devem ocorrer a partir do meio das tardes mas serão pouco frequentes.

Este Sábado será um dos dias em que têm mais frequência nas regiões do Centro e interior Norte. No entanto, trata-se de uma situação dentro do normal para este período de Primavera – Verão. Alguns aguaceiros podem ser fortes e ter granizo misturado mas serão sempre de curta duração.

Granizo nas trovoadas

Muitas vezes ficamos intrigados com o facto de cair granizo com temperaturas tão elevadas, mesmo a rondar os 30 ºC, embora depois desçam aquando da precipitação, mas ficando sempre em valores bem positivos.

As trovoadas resultam de nuvens com desenvolvimento vertical, chamadas cumulonimbos, que se formam rapidamente com base entre os 2000 e os 3000 metros de altitude e que atingem os 10000 metros ou até ligeiramente mais no seu topo.

Nessas altitudes as temperaturas são negativas. Para terem uma ideia, hoje temos 0 ºC aos 3300 metros e -45 ºC aos 10000 metros enquanto que à superfície estão mais de 30 ºC.

Com estas condições o ar sobe com muita facilidade e muito rapidamente transportando vapor de água que vai condensar devido ao arrefecimento e reforçar a energia das nuvens.

As ascendências e descendências são muito fortes dentro destas nuvens fazendo com que gotículas de água sejam elevadas e arrefecidas muito rapidamente formando blocos de gelo.

Alguns desses blocos são elevados várias vezes, reforçando a sua dimensão a cada subida e não precipitam devido à força das correntes ascendentes. No interior dos cumulonimbus há blocos de gelo com dimensões consideráveis, bem maiores que ovos de galinha.

Quando precipitam vão derretendo, mas os de maior dimensão caiem muito rapidamente, não derretem na totalidade e chegam até nós por vezes com dimensões apreciáveis.

Quanto mais alto estiver o topo da nuvem maiores são as possibilidades de queda de granizo, pois maior será o arrefecimento a que são sujeitas as gotículas.

Há um problema na previsão meteorológica, o processo de formação destas nuvens é tão rápido e tão desordenado que não é possível prever com muita antecedência onde vão descarregar o granizo.

Quando virem granizo no Verão não pensem que é o fim do mundo. É um fenómeno naturalíssimo que observo desde criança e que existe há milhares de anos. Uma trovoada sem granizo é como um jardim sem flores.

Fenómenos extremos mais frequentes?

Nos tempos atuais o sensacionalismo está na moda e qualquer trovoada normal é transformada num fenómeno extremo.

Antigamente caíam trovoadas que só algumas centenas de pessoas que residiam nas zonas da ocorrência tinham conhecimento. Agora há um raio em Alguidares de Baixo que é filmado por 20 telemóveis e que corre o mundo em 2 minutos chegando a ser visto por milhões de pessoas no próprio dia.

Certo é que temos mais telemóveis, mais canais de televisão, mais gente a consumir sensacionalismo. Se há mais fenómenos meteorológicos extremos ou não, ninguém pode provar pois os métodos de registo e observação mudaram completamente e às tantas estamos a comparar alhos com bugalhos.

Até Quarta-feira vamos ter tempo instável e pode haver alguns raios e granizo, mas o mais certo é que na maior parte do território nem vai chover ou chove apenas uma amostra.

Claro que podem ocorrer aguaceiros fortes com granizo que provoquem prejuízos em alguns locais. O pior é que não conseguimos avisar em tempo útil onde vão ocorrer.

Claro que quem dramatiza a situação e pinta a manta como que seja o fim do mundo vai dizer que acertou no granizo, mas esquece-se de dizer que na maior parte dos sítios nem choveu.

Previsões diárias

Apesar de todas as dificuldades de previsão da precipitação neste tempo medianamente instável vou tentar deixar uma previsão diária:

Sábado dia 12 – Podem ocorrer aguaceiros com trovoada durante a tarde na região Centro, incluindo o litoral. Nas regiões do Norte são mais prováveis em Trás os Montes. No Minho podem ocorrer à noite mas são menos prováveis. No Sul não deve chover.

Domingo dia 13 – Durante a madrugada ainda pode haver alguma trovoada dispersa e pouco frequente nas regiões do Centro e talvez no Alto Alentejo. Durante a tarde os aguaceiros são mais prováveis no Minho e no litoral Centro-Norte. No Sul não há precipitação. Ao fim da tarde a trovoada é provável no extremo Norte do Minho e Trás os Montes.

Segunda-feira dia 14 – Parece ser o dia com menos probabilidade de aguaceiros, embora o céu tenha aspeto a ameaçar. No Norte pode haver alguma trovoada dispersa e pouco frequente mas que pode ser localmente forte.

Terça-feira dia 15 – Algumas trovoadas dispersas ao fim da tarde a Norte do Douro e talvez na Beira Alta. Há bastante calor nas regiões do Norte.

Quarta-feira dia 16 – Descem as temperaturas mas ainda podem ocorrer alguns aguaceiros dispersos mas pouco frequentes no Norte e Centro.

A partir de Quinta-feira dia 17 e até Domingo dia 20 – Descem as temperaturas de forma acentuada e aumenta a nebulosidade baixa com neblina e nevoeiro matinal em muitas regiões. Pode ocorrer chuva fraca ou chuvisco, em particular no litoral Oeste, mas de uma forma geral a precipitação será pouca. Não há risco de trovoada. Tempo mais fresco e mais húmido nas zonas baixas.

É natural que o calor regresse no S. João e nos dias seguintes mas ainda é muito cedo para nos fiarmos nas previsões.

Foto de Manuel Ferreira


Leave a Reply

Outras publicações:

Meteorologia em Setembro de 2021
alguma chuva na Quarta-feira
meteorologia em Agosto de 2021
calor e tempo seco
chuva até Domingo
trovoadas
Previsão Geral do Tempo
previsão geral do tempo VB Meteo

Meteorologia Portugal
.

Tempo Lisboa
tempo Lisboa VB Meteo

Meteorologia Lisboa
.

Tempo Porto
Meteorologia, Tempo Porto

Meteorologia Porto
.

La Vie Guarda
La Vie

.

Vítor Baía ©2021 Design PlataformaJota Powered by Sentido Comum